Carregando
carregando...
Ir para o topo
itens: 0
Loja Parafusos/Ferramentas    
    Loja Ferragens

Post

Madeira: O Material Sustentável do Futuro




Na construção sustentável, a madeira é um material renovável com características ímpares. Ela oferece muitas vantagens em obras, como por exemplo, fácil manuseio e redução de custos e de tempo do projeto.

Ao mesmo tempo, a madeira é sustentável, exigindo o mínimo de energia para sua produção e responsável por sequestrar o gás carbônico do meio ambiente. Deste modo, o gás carbônico estocado na madeira de uma obra, ou da confecção de móveis, não retorna à natureza.
Entenda os motivos pelo qual a madeira sustentável pode ser considerada o material do futuro, principalmente para a construção civil.

1) Material renovável
A madeira é um produto de origem natural e renovável. Isso significa dizer que as pessoas conseguem replantar as árvores exploradas, captando novas madeiras para seu uso.

Outro ponto importante é que a matéria prima de madeira exige o mínimo de energia para sua produção. O sol é responsável por fornecer a energia necessária para o desenvolvimento das árvores.

Ao passo que os materiais tradicionais de uma construção civil, como cimento ou concreto, demandam a queima de minérios para se produzir os mesmos. Isso é prejudicial à natureza, pois são emitidos CO2 na atmosfera.

2) Minimização do custo da obra
A construção sustentável de uma casa, tendo como matéria prima a madeira, reduz o custo final do projeto em até 50%, dispensando cimentos, tintas, tijolos e demais itens de uma construção de alvenaria.

Outro aspecto é que como as construções de madeira sustentável são mais leves, as cargas nas fundações das obras também são reduzidas, o que também minimiza o valor da obra.

Apesar do barateamento nesse tipo de construção civil, alguns cuidados devem ser tomados para o êxito da obra.

É preciso vernizar as partes externas e internas do ambiente, o que impede o aparecimento de cupins. O solo também precisa de um tratamento, para não comprometer a estrutura de base da obra.

Além disso, deve ser realizada uma manutenção a cada dois anos. O lado positivo é a durabilidade de uma casa de madeira, possuindo grande longevidade.

Os templos em Kyoto, no Japão, comprovam este fato. Eles foram construídos com estruturas de madeira sustentável, há mais de mil anos, e até hoje permanecem em pé, bem sustentados.

3) Armazenamento de carbono
A construção sustentável permite que o gás carbônico da madeira fique aprisionado na mesma. Não lançar CO2 no meio ambiente colabora com a natureza, pois controla o efeito estufa e o aquecimento global.

4) Isolamento térmico
A matéria prima da madeira funciona como isolante térmico, mantendo a casa numa temperatura neutra. Isso permite que no verão a casa não fique muito quente, e no inverno não se encontre tão fria.

5) Segurança ao fogo
Uma inverdade da construção sustentável de uma obra com madeira é que este material pega fogo mais rápido que outros. As estruturas de madeira são mais resistentes e seguras comparando com as de alvenaria e metálicas.

Dessa forma, a madeira quando em contato com o fogo tem carbonização apenas em sua periferia, o que impede que a mesma se abale. Ao contrário de uma estrutura de aço, cujo ao atingir 400 graus, o material entra em colapso e pode ser o responsável pelo desabamento da edificação.

6) Menor tempo de construção
Comparado com uma obra de alvenaria, o tempo de conclusão de uma casa de madeira sustentável é bem inferior. Em questão de meses é possível verificar a finalização da mesma.

Conclusão
Devido às inúmeras propriedades positivas da madeira, a tendência é que ela seja melhor aproveitada, inclusive na construção sustentável.
Entre os aspectos para o uso da madeira, pode-se salientar que é um produto renovável, retém o gás carbônico, o que contribui com a natureza. A madeira ainda reduz o tempo e o custo da obra, é um excelente isolante térmico e possui boa resistência ao fogo.